Vale a pena abrir um CNPJ sendo motorista de aplicativo?

Vale a pena abrir um CNPJ sendo motorista de aplicativo?
Tempo de leitura: 3 minutos

Com a atividade em alta, essa é uma dúvida frequente: Sou motorista de aplicativo. Será que vale a pena abrir um CNPJ para receber meus pagamentos?

Você também está passando por esse dilema? Confira o comparativo abaixo e avalie as diferenças entre autônomos e PJs.

Sou motorista de aplicativo autônomo. Qual o meu gasto com impostos? 

Muitas pessoas acabam se esquecendo de que trabalhando como autônomo, para estar totalmente dentro da lei, também precisam pagar impostos sobre os valores recebidos. Qualquer coisa fora disso, pode ser considerada sonegação.

Você sabia que os motoristas que apresentarem comprovantes de gastos específicos com a atividade (ex: combustível) podem abater até 40% de imposto de renda? 

Então, vamos ver como ficariam os gastos mensais:

Ex: Você recebe R$5.000,00 ao mês

AUTÔNOMO

Salário R$ 5.000,00
Rendimento tributável 60% R$ 3.000,00
Base Imposto de Renda de Pessoa Física R$ 3.000,00
Imposto de renda de PF a pagar R$ 95,20
INSS (11% – aposentadoria por idade) R$ 330,00
TOTAL A PAGAR R$ 425,20

Aqui é importante ressaltar que o INSS, assim como Imposto de Renda, é obrigatório! Ele não é facultativo como muita gente pensa. Então, se você tem rendimento e não recolhe INSS, fique atento! Para mais detalhes sobre o pagamento de INSS por autônomos, clique aqui.

Quanto um motorista de aplicativo gasta com impostos sendo MEI? 

O MEI pode ser uma ótima alternativa para você caso não possua nenhum outro tipo de empresa em seu nome e não ultrapasse o limite de R$6.750,00 de faturamento por mês.

Sendo o barato dos regimes empresariais, o MEI paga mensalmente uma guia chamada DAS, no valor de R$54,90, Dentro desta guia já está embutida a sua contribuição com o INSS, por exemplo.

Essa contribuição é baseada em um salário mínimo e a aposentadoria é feita por idade. Além disso, você terá acesso a todos os benefícios da previdência: auxílio doença, licença maternidade, aposentadoria por invalidez, entre outros.

Uma coisa importante aqui (que pouca gente sabe) é que, mesmo não sendo obrigados, os microempreendedores individuais que contratam um serviço de contabilidade têm isenção total de imposto de renda sobre os valores recebidos pelo CNPJ.

É isso mesmo. Enquanto os MEIs que não possuem contador são isentos de apenas 32% do faturamento, os que contam com uma contabilidade que faça toda a sua documentação, ficam isentos de 100%. Vamos aos cálculos!

MEI SEM CONTATOR

Faturamento mensal R$ 5.000,00
Rendimento tributável 48%
Base – Imposto de renda de pessoa física R$ 2.400,00
Imposto de renda de PF a pagar R$ 37,20
$ DAS R$ 54,90
TOTAL A PAGAR R$ 92,10

MEI COM CONTADOR

Faturamento mensal R$ 5.000,00
Rendimento tributável 0%
Imposto de renda de PF a pagar               Isento
$ DAS R$ 54,90
Contabilidade – Simplificador R$ 15,65*
TOTAL A PAGAR R$ 70,65

*Valor válido para cliente MEI – Simplificador no plano anual

Resumido

Entre a opção mais econômica (MEI com contador) e a mais cara (autônomo), a diferença é de R$354,55. Esta é quantia que você pode economizar ao mês optando pela formalização!

Importante: Além de transparecer que você está mais bem estruturado como profissional liberal, ao se formalizar você conta com outros fatores irão te beneficiar. 

  • Aumento do Score de Crédito: O PJ consegue um DECORE e tem mais facilidade na hora de pedir empréstimos bancários em seu nome, caso queira financiar um bem, por exemplo;
  • Descontos em planos de saúde: Muitas operadoras de saúde tem planos mais atrativos para empresas, incluindo Microempreendedores Individuais;

Agora vem a melhor notícia! Aqui no Simplificador, você nem precisa se preocupar com nada, nós abrimos tanto o seu MEI, quando a sua microempresa do Simples Nacional sem cobrar nada por isso. Entre em contato agora mesmo e venha Simplificar a sua vida!

Deixe uma resposta